História do sistema de Franquias

franquias-historia

Tema “quente” entre aqueles que desejam constituir um negócio próprio ou participar de uma rede empresarial já constituída, o mercado de franquias está longe de ser um ramo recente ou uma onda momentânea do mercado empreendedor. Na série “Como ter a sua Franquia“, a Elite Empresas aborda hoje um pouco sobre a história do sistema de franquias, o surgimento e desenvolvimento desse modelo de negócio.

 

História do sistema de Franquias

Ainda que exemplos de práticas comerciais semelhantes sejam encontradas desde o século XII, em Londres (ING), o sistema de franquias teve início nos EUA após a guerra civil, quando a empresa de máquinas de costura Singer estabeleceu uma rede de revendedores, desenvolvendo-se a partir de soluções encontradas por empresários em resposta aos problemas que enfrentavam nos seus negócios, que podiam servir de modelo para outros negócios.

 

Considerada pioneira, a primeira geração de franquias foi marcada por possuir apenas a licença restrita de uso da marca e distribuição do produto, com ou sem exclusividade, contando com pouco ou quase nenhum suporte operacional e mercadológico. Eram as chamadas “Franquias de Marca”.

 

Na considerada segunda geração, os franqueados passaram a receber algum suporte para a operação do negócio, em sua maioria direcionado às compras de produtos do franqueador, único fornecedor e royalties já embutidos no preço dos produtos. Ainda assim, o apoio inicial se restringia ao projeto de identidade visual, arquitetônico e aspecto da comercialização do produto, e quase nada de transferência de know-how em gestão do negócio.

 

O passo seguinte foi dado quando as grandes redes perceberam que, ao possibilitarem maior suporte aos franqueados, sua rede de franquias e marca tinham maiores oportunidades competitivas. Foram criadas as “Franquias de Negócios Formatados”, que iniciou a terceira geração do sistema de franquias.

 

Redes famosas como McDonald´s, Burger King, KFC, Dunkin Donuts, entre outras, foram responsáveis pela primeira grande explosão de crescimento do sistema nesse período, ainda na década de 1950, com os primeiros movimentos sendo sentidos no Brasil a partir de 1960, com a expansão das escolas de idiomas Yázigi e CCAA.

 

Nesse sistema, é concedida pelo franqueador ao franqueado a licença restrita de uso da marca, os direitos de distribuição de produtos ou serviços próprios ou de terceiros, com exclusividade dentro de determinados limites territoriais, agregado a um sistema de gestão e operação do negócio comprovadamente de sucesso.  O suporte operacional do franqueador é intenso e há monitoramento da operação dos franqueados para que estes permaneçam dentro de padrões pré-definidos.

 

Ray Kroc revolucionou os negócios nos Estados Unidos criando o sistema de franquia empresarial com a rede McDonald´s. Ele defendia o princípio de que “o verdadeiro produto de  um empreendimento não é o que, mas como você vende” e que “o verdadeiro produto de uma empresa é a própria empresa”.

 

O apoio, suporte e orientação, passaram a ser contínuos e consistentes, sempre buscando uma padronização da operação da rede. O empreendimento passou a ser encarado como o produto, e franquia e franqueado como os mais importantes clientes.

 

O sistema de franquia empresarial não parou de evoluir, com foco cada vez mais forte no relacionamento, sempre visando soluções para que empresários e empreendedores alcançassem sucesso em seus negócios. Em um constante processo de evolução, ocorrendo até os dias atuais, paralelamente à globalização dos negócios, o sistema chegou no século XXI ao que os especialistas chamam de “Nova Geração de Franquias”, nas quais franquia/franqueador/consumidor se fundem em um só elemento, reduzindo custos e despesas, cortando intermediários, atingindo maior público e agregando ganhos e desenvolvimento em praticamente todas as esferas do negócio.

 

Nos próximos posts sobre o tema, vamos abordar o mercado atual de franquias, as marcas que mais crescem e oferecem as maiores oportunidades de crescimento e desenvolvimento para empreendedores que pretendem apostar no mercado para dar início ao seu negócio próprio.

 

cta-ebook-abrir-negocio