Como elaborar um Plano de Negócios

como-elaborar-plano-de-negocios

 

Quando decidem dar início a uma nova empresa, a maior parte dos empreendedores se depara com uma questão básica: por onde começar? Reunir recursos para capital, encontrar o lugar ideal, organizar fornecedores e clientes, entre outras premissas podem, muitas vezes, se tornar atividades mais simples, facilitadas pela execução de um eficiente e completo Plano de Negócios. E ajudá-lo a criar um para o seu negócio é o tema de hoje na série “Como Abrir a Sua Empresa”.

 

Por mais simples que possa parecer, a elaboração de um “Business Plan” requer persistência, comprometimento, pesquisa, trabalho duro e muita criatividade. Basicamente um plano de negócio é um documento que descreve (por escrito) quais os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado.

 

Para servir ao seu propósito de forma eficiente, o Plano de Negócios precisa conter alguns itens básicos, entre eles: Sumário Executivo, Apresentação da Empresa, Análise de Mercado, Plano de Marketing, Plano Operacional, Plano Financeiro, Construção de Cenários, Avaliação Estratégica e Avaliação do Plano. É hora de entender cada um deles:

 

Sumário Executivo

Resumo um pouco mais elaborado do Plano de Negócios, mas facilmente confundido com uma introdução ou justificativa do projeto. Trata-se de um sumário das definições principais, incluindo a descrição do projeto. Pode, muitas vezes, incluir em seu conteúdo o item “Apresentação da Empresa”. Mesmo aparecendo no início do Plano, deve ser o último item a ser elaborado.

 

Apresentação da Empresa

Contém detalhes mais específicos do projeto, além dos dados dos empreendedores, perfis e atribuições dos sócios, formatação jurídica, enquadramento tributário, Capital Social e as fontes de recursos. Missão, visão e valores da empresa também podem fazer parte.

 

Análise de Mercado

Tem como objetivo apresentar a avaliação da empresa sobre clientes, concorrentes e fornecedores. Com pesquisas básicas sobre esses três itens, é possível conhecer, em dados e números, o mercado onde a empresa atua.

 

Plano de Marketing

Breve descrição dos principais itens que serão vendidos pela empresa ou dos serviços que serão prestados, informando quais as linhas de produtos e especificando detalhes como tamanho, modelo, cor, sabores, rótulo, marca, etc. Se necessário, pode conter fotos dos produtos e/ou serviços. No caso de uma empresa de serviços, deve apresentar todos os serviços que serão prestados, suas características e as garantias oferecidas. Preços, estratégias promocionais, estruturas de comercialização e localização do negócio entram também neste item.

 

Plano Operacional

Apresenta a organização interna da empresa, sua capacidade de produzir ou vender, infraestrutura (instalações e equipamentos) e layout. Também deve conter o subitem “Necessidade de Pessoal”, identificando o tamanho das equipes, estrutura de cargos e qualificações buscadas, bem como as demais pesquisas da área de recursos humanos.

 

Plano Financeiro

Uma dos itens mais longos do Plano, trata-se da tradução, em números, dos objetivos, metas e estratégias da sua empresa. Apresenta as previsões do quanto o negócio precisa de capital e como ele será aplicado, das vendas, custos, resultados e dos principais indicadores de viabilidade. Descreve investimentos fixos, capital de giro (estoque inicial e caixa mínimo), investimentos (pré-operacional e total), faturamento mensal, custos (unitários, de comercialização, mão-de-obra, depreciação e fixos), além dos demonstrativos de resultado e rentabilidade.

 

Construção de Cenários

Realizada por meio de simulações para as variáveis de maior incerteza (tanto para menor quanto para maior), como preço, volume de vendas, custos e condições de financiamento do projeto, tem como objetivo determinar qual o impacto dessas alterações na rentabilidade do negócio, além de ações preventivas e corretivas que venham a se tornar necessárias.

 

Avaliação Estratégica

Busca identificar as forças e fraquezas do projeto, avaliando o cenário interno e externo em busca de oportunidades e ameaças. A técnica mais utilizada é conhecida como SWOT ou FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças).

 

Avaliação do Plano

Guia básico para o funcionamento da empresa, o Plano de Negócio deve ser consultado a todo instante e acompanhado de forma permanente. As informações encontradas estão sujeitas a várias mudanças, tal qual o mundo e o mercado. É importante adaptar seu planejamento às novas realidades. Recomenda-se, se possível, que o plano de negócio seja feito “a lápis”, para que possa ser corrigido, alterado e ajustado ao longo do caminho.

 

O Plano de Negócios irá ajudá-lo a concluir se a sua ideia é viável e a buscar informações mais detalhadas sobre o seu ramo, os produtos e serviços que pretende oferecer, seus clientes, concorrentes, fornecedores e, principalmente, sobre os pontos fortes e fracos do seu negócio. Apesar de não ser a garantia de sucesso, irá auxiliá-lo a tomar decisões mais acertadas, assim como a não se desviar de seus objetivos. Ao final, seu plano irá colaborar para que você possa responder à seguinte pergunta: “Vale a pena abrir, manter ou ampliar o meu negócio?

 

Empreender é sempre um risco, mas empreender sem planejamento é um risco que pode ser evitado. Para contar com mais informações e auxílio para começar a sua empresa, acesse também nosso e-book gratuito “Passo a passo para abrir o seu negócio”.

 

cta-ebook-abrir-negocio